FIFME - Federação Internacional de Futebol de Mesa

HOME

NOTÍCIAS

e-Shop FIFME

MAPA DO SITE

FACEBOOK

BOLA ROLANDO:

EM ANDAMENTO
AMISTOSOS
.- FUTSAL
TORNEIOS
ELIMINATÓRIAS
CAMPEONATOS
.- COPA ROCCA
.- INTERCONTINEN.
CHAMPIONS
COPA DO MUNDO
CLUBES
.- TORNEIOS
FUTSAL

FEDERAÇÃO:

LIGA DE SELEÇÕES
.- MASTERS
.- FEMININA
.- SUB-21
LIGA DE CLUBES
LIGA DE FUTSAL
.- ANTIGA LIGA
.- PIONEIRA
LIGA SUB-17
VÁRZEA
LIGA DE PRAIA
.- GAÚCHA
LIGA PRÓ
SUBBUTEO LEAGUE
TODAS AS LIGAS
CONFEDERAÇÕES
ESTÁDIOS
SEDE & INFRA
MODALIDADES
ARBITRAGEM
.- REGRAS
.- FAIR PLAY
PRESIDÊNCIA
.- ESTATUTO

BOTÕES:

TODOS BOTÕES
.- ÍNDICE
.- ESPECIAIS
.- COLEÇÕES
.- .- CBF
EX-FILIADOS

 

 

Topo

Regras de Futsal da FIFME

As regras para as competições da Liga de Futsal FIFME são iguais as Regras Oficiais de Futebol de Mesa FIFME com as excessões e instruções listadas abaixo.

Tópicos da Regra

I- Infra-Estrutura do Futsal

  • Quadra: As dimensões máximas das linhas limítrofes da quadra de futsal não podem ultrapassar 0,90 x 0,54 m;
  • Linhas: Dentro da área-do-goleiro, os desenhos da grande-área e pequena-área exercem sa mesmas funções das mesas convencionais (grandes e médias):
    • O desenho da meia-lua corresponde a marca de tiro-livre.
  • Balizas: Possuem medidas equivalentes ou iguais as da regra Paulista;
  • Bolas: Além das bolas redondas de feltro ou lã, poderão ser utilizadas nas partidas de futsal:
    • "Bola Chata": pastilha, disco (tipo Gaúcho), peça de War ou botão de camisa;
    • Dadinho: bola quadrada.

II - A Equipe de Futsal

Apenas cinco (5) jogadores de linha (botões) e um (1) goleiro compõem a equipe titular de futsal:

  • Além dos jogadores titulares, a equipe de futsal poderá contar com jogadores reservas para serem substituídos durante o jogo;
  • Na modalidade Profissional, o número de jogadores de linha é quatro (4);
    • Os times profissionais, tipo argola/resinado fechado, poderão colocar em quadra no máximo 2 (dois) zagueiros (botões de diâmetro de 60mm) de forma simultânea na quadra.
  • Cada equipe poderá contar com até 10 (dez) jogadores reservas de linha, incluíndo um goleiro-linha pin;
  • O goleiro de futsal é uma peça convencional em formato paralelepípedeo de medidas 7x3,5cm (modelo carioca);
    • Na modalidade Profissional, as medidas do goleiro são 8x3,5cm (modelo paulista).
  • Goleiro-Linha pin: botão pin, em formato profissional e com acabamento em resina, constituído de três a seis camadas (até 17mm de altura) e diâmetro máximo de 60mm.

III - Andamento da Partida

  • A duração do jogo será de dois tempos de cinco (5) minutos cada, a prorrogação - caso requerida - será de dois tempos de três (3) minutos cada, e a série inicial da decisão por pênaltis será de cinco (5) cobranças alternadas para cada equipe, seguindo-se de série única até que haja o desempate;
    • Na modalidade Profissional, a série inicial da penaltis será de quatro (4) cobranças.
  • Quando do início ou re-início(s) da partida, somente dois jogadores poderão ficar dentro do grande-círculo para executar a saída-de-bola:
    • A equipe que der a saída só poderá finalizar à gol após a bola ultrapassar a linha do grande círculo.
  • Após tocar na bola, o botão acionado poderá tocar em qualquer outro botão sem que haja penalidade de perda de toques.
    • Não é permitido ao botão acionado tocar em qualquer botão companheiro antes de tocar a bola, nem empurrar o companheiro à bola, neste caso, será dada reversão da posse-de-bola;
  • É permitido ricochetear o botão nas bordas da mesa como recurso de jogo para movimentar o jogador, alcançar a bola e/ou bater à gol ( PS: ou seja, é permitido fazer "tabela");
  • Artigo 3.1 - Arrumação dos Jogadores:
    • Quando em momento de arrumação dos jogadores em quadra, nenhum atacante poderá ser posicionado dentro da área adversária (no ataque).
    • A prioridade de arrumação é sempre dos cinco botões da equipe à efetuar a saída ou reposição de bola levando-se em conta toda a quadra. Em seguida, a equipe à defender-se posiciona seus jogadores respeitando a distância miníma regulamentar de 7cm (exceto se for no ponto perpendicular entre dois botões adversários), incluindo o goleiro e os botões de ambas equipes.
      • Na modalidade Profissional, a distância mínima será equivalente a do goleiro da equipe, no caso do modelo paulista, será de 8cm.
  • Artigo 3.2 - Substituições:
    • Poderão ser feitas até duas substituições de jogadores de linha em partidas de futsal, incluíndo a punição de cartão azul;
    • As substituições de botões só podem ser feitas em momentos de arrumação dos jogodores em quadra, ou seja, em tiros-de-meta decorrente de finalização à gol e nas saídas de jogo;
    • O goleiro-linha pin poderá entrar em quadra no lugar do goleiro convencional sempre que for executar cobrança de tiro-de-meta ou nas saídas de jogo.
  • Artigo 3.3 - Bola na Área-do-Goleiro:
    • A bola colocada pelo ataque dentro da grande-área (mas fora da pequena-área) é passível de finalização à gol com a obrigatoriedade da defesa posicionar o goleiro tocando a linha-de-gol em sua completa extensão traseira (mas não obrigatóriamente inteiramente dentro do gol):
      • Em caso de furada do ataque com a bola na grande-área a posse-de-bola é peremptóriamente revertida ao goleiro.
    • A bola que, em qualquer lance, parar na pequena-área (área pequena delimitada dentro da área grande tradicional do futsal), será de posse do goleiro;

IV - Goleiro

  • É permitido ao goleiro, quando este for detentor da posse-de-bola, rolar a mesma por debaixo de si como recurso de movimentação;
  • NÃO é permitido se mover (ajeitar) o goleiro ao recuar a bola para o mesmo;
  • A cobrança de tiro-de-meta e de faltas para defesa dentro da área poderá ser efetuada de qualquer ponto da mesma, sendo de incumbência obrigatória do goleiro;
  • Nas saídas-de-bola os goleiros de ambas as equipes devem ser posicionados dentro de suas respectivas grandes-áreas.
  • Artigo 4.1 - Goleiro-linha:
    Sempre que o goleiro estiver com a posse-de-bola, poderá ser posicionado em qualquer ponto da metade defensiva (exceto o circulo-central) após efetuar a reposição (obedecendo sempre a distância regulamentar aos botões adversários), e em tal posição permanecer até o time adversário bater à gol e/ou a bola ficar em sua posse dentro da área.
    • É permitido qualquer jogador da equipe em posse da bola tabelar com o seu goleiro, ou seja, usá-lo como tabela;
    • Em qualquer momento em que o goleiro esteja atrapalhando a jogada de seu time ou técnico, ele poderá ser reposicionado de volta à sua área, exceto o goleiro-linha pin (ver abaixo).
  • Artigo 4.2 - Goleiro-Linha Pin:
    • Se a equipe possuir um goleiro-linha em formato de botão pin, este poderá atuar como um botão convecional sempre que entrar em quadra;
    • A troca dos goleiros convencional e pin podem ser feitas em qualquer cobrança de tiro-de-meta ou saída de meio-campo em favor de sua equipe;
    • O goleiro-linha pin não poderá ser posto em quadra nas saídas de jogo do 1º e 2º tempo, idem para as saídas do 1º e 2º tempo da prorrogação, caso esta seja requerida.
    • Quando o goleiro-linha pin estiver em quadra e o adversário pedir para finalizar ao gol, o goleiro convecional entra em quadra junto do goleiro-linha apenas para tentar defender a finalização do adversário, sendo imediatamente retirado da quadra após a batida ao gol;
    • Se o goleiro-linha pin avançar ao ataque e a equipe adversária recuperar a posse-de-bola em decorrência de rebote da trave ou do goleiro, ela terá 1 (um) toque para finalizar ao gol sem que o goleiro convencional possa voltar à quadra (mesmo no campo defensivo).

V - Faltas

  • A cobrança de qualquer falta direta deve ser efetuada, peremptóriamente, pelo jogador que sofreu a falta, à excessão de faltas cometidas sobre o goleiro convencional quando ele estiver fora da área, ou faltas dentro da área-do-goleiro, cobradas pelo goleiro.
  • Artigo 5.1 - Contagem de faltas:
    Na terceira (3ª) falta coletiva de uma equipe, e em todas subsequentes, será aplicada a punição de tiro-livre direto da linha da meia-lua ou da marca de tiro-livre, sendo obrigatório ao goleiro se posicionar tocando a linha-de-gol por toda sua extensão traseira (mas não obrigatóriamente inteiramente dentro do gol):
    • A penalidade ocorrida decorrente de terceira falta poderá ser cobrada ainda que esgotado o tempo regulamentar;
    • Serão computadas faltas para fins de contagem de faltas coletivas cada toque de um jogador em botões adversários sem antes tocar na bola (PS: por exemplo: se um jogador fizer "falta dupla" - tocar em dois botões adversários antes de tocar na bola -, serão computadas duas faltas);
    • A contagem de faltas não zera nos intervalos de meio tempo e da prorrogação, caso esta seja requerida.

Adendos

  • Adendo 1 - Quadra de Futsal

As instruções à seguir são válidas para jogos disputados em quadras de Futsal de Mesa, ou seja, àquelas que além das dimensões supracitadas para a prática de futsal de mesa, possuem o desenho original das linhas de uma quadra de futsal pintados na mesa:

  • Dentro da área do goleiro, uma linha paralela distada de 54mm da linha-de-fundo (que deve ser traçada na quadra) e perpendicular às duas traves, exerce a mesma função da pequena-àrea dos campos convencionais (grandes e médios). Nela, o goleiro será posicionado em tiros-a-gol adversário de fora da área;
    • O goleiro pode ser posicionado livremente dentro desse retângulo sempre que precisar ser movido.
  • A Marca-de-Tiro-Livre é a linha traçada à frente (à 54mm) do limite da àrea do goleiro.
  • Adendo 2 - Ginásio Futsal FIFME

Em todas competições de futsal que tenham como palco de disputa o Ginásio Futsal FIFME, as seguintes regras deverão ser obedecidas:

  • Quando do início ou re-início(s) da partida, a equipe que der a saída só poderá finalizar à gol após a bola ultrapassar a linha do grande círculo;
  • Se, na saída, o bola cruzar a linha do grande círculo no primeiro (1º) toque, a posse-de-bola será revertida para a equipe adversária.
  • Adendo 3 - Futsal Profissional FIFME

As competições chanceladas pela Liga Profissional FIFME, no âmbito do Futsal, além das disposições listadas acima no presente texto, deverão obedecer às seguintes instruções listadas à seguir:

  • As competições descritas como "profissionais" podem ser disputadas por botões de medidas de diâmetro máximas respectivas de 54mm para atacantes e 60mm para zagueiros, incluindo qualquer tipo de modelo (argola, resinado, tampa, cavador, pin etc), e seguindo as seguintes regras adicionais.

  • Cada equipe titular será formada por quatro (4) jogadores de linha (botões) e um (1) goleiro:
    • O goleiro deverá ser "grande" (goleirão), de medidas: 80x35x15mm (modelo paulista);
      • Em disputas de ida e volta, poderá se adotar a fórmula na qual a equipe visitante joga com o "goleirinho" de 70x35x15mm (modelo carioca);
    • A equipe só poderá atuar com no máximo dois (2) zagueiros de 60mm em quadra simultâneamente;
    • O número de substituíções de jogadores durante as partidas é dois (3), incluíndo as obrigatórias em caso de aplicação do cartão azul;
    • A distância regulamentar a ser obedecida pelos jogadores para fins de arrumação e posicionamento em quadra será de 8cm;
      • Essa distância se aplica a todos os botões e ao espaço completo da quadra, exceto ao goleiro, quando o mesmo estiver posicionado no retângulo interno de sua área.
  • Cobranças de pênaltis: serão executadas quatro (4) cobranças na série inicial dos desempates em penalidades máximas.
  • Saídas de jogo pelo círculo central: todos os botões deverão ser posicionados respeitando a distância de 8cm entre si e colados a quaisquer uma das linhas da quadra, incluíndo as laterais, a linha de fundo, a área do goleiro e a sua metade do círculo central, observando-se as seguintes disposições:
    • A prioridade na arrumação dos botões na saída de bola pertence ao time defensor;
    • O time a dar a saída deve posicionar dois botões, de forma livre, na sua metade do círculo central.

Disposições para Círculo Central Duplo:

  • Quando do início ou re-início(s) da partida, a equipe que der a saída só poderá finalizar à gol após a bola ultrapassar a linha do grande círculo;
  • Se, na saída, o bola cruzar a linha do pequeno círculo no primeiro (1º) toque, a posse-de-bola será revertida para a equipe adversária.

    Parágrafo 2.1 - Círculo-central Duplo:

  • A demarcação de um círculo interno ao círculo-central da quadra tem função na arrumação dos jogadores no início e re-início(s) da partida:
    • Instrução 1-) Equipe à dar saída: possui prioridade no posicionamento de seus botões em quadra; dois (2) jogadores devem se posicionar dentro do grande-círculo, dos quais ao menos um (1) deve estar totalmente dentro do pequeno-círculo (veja figura 1);
    • Instrução 2-) Adversário: deve posicionar dois (2) jogadores entre os dois circulos, e eles devem obedecer a distância regulamentar de 7cm entre si (veja Figura 1);
    • Instrução 3-) Um botão de cada equipe deve ser posicionado tocando uma das linhas-laterais de seu campo à pelo menos 3cm da linha-central divisória, respeitando a distância regulamentar aos demais;
    • Instrução 4-) Um botão de cada equipe deve ser posicionado tocando um dos corners entre la linha-central divisória e o círculo central, respeitando a distância regulamentar aos demais;
    • À excessão dos jogadores dentro do círculo-central, os demais botões devem ser posicionados respeitando a distância regulamentar de 7cm entre os demais botões e entre si;
    • Apenas um (1) botão de cada equipe pode ser posicionado a beira da linha-divisória de quadra;
      • As disposições listadas neste parágrafo também são válidas para as disputas profissionais cujos times se compõem de quatro (4) jogadores de linha, neste caso, a distância mínima obrigatória entre os botões será de 8cm (veja figura 2).

Ampliar
Figura 1

Ampliar
Figura 2

  • As disposições de uso do círculo central duplo foram revogadas da Regra do Futsal em 2022, a partir da disputa da IV Liga Europa Interclubes. Porém, podem ser aplicadas de maneira opcional, conforme a regulamentação de cada competição.

GALERIAS:

RANKINGS
TÍTULOS
CAMPEÕES
CAMPEÕES MUNDIAIS
GRAND SLAM
AWARDS
SALA DE TROFÉUS
HALL DA GLÓRIA
LUSOFÔNICOS
CLUBS HALL
HISTÓRIA

ESTATÍSTICAS:
RECORDS
ARTILHEIROS
TÍTULOS
GOLS DE PLACA
CLÁSSICOS
PÁGINA NEGRA
NÚMEROS
FINAIS

MULTIMÍDIA:

TV FIFME
RÁDIO FIFME
FOTOS
PÔSTERS
MEMÓRIA

MUSEU FIFME

PARCEIROS:

INTERCÂMBIO TÉCNICOS
COMPETIÇÕES
RANKINGS
PEDROOM
MCM 1900
MBC
FFM
VILA EMA
DA VINCI BOTÔES

 

Topo

Copyright©1982®FIFME
Topo | Home