O curso à distância de Aperfeiçoamento/ Extensão Universitária em Utilização Inovadora das Tecnologias em Educação é resultado de um ano de trabalho, envolvendo a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo - SEE, com apoio do ProInfo/MEC, a Fundação Carlos Alberto Vanzolini - FCAV, instituição ligada ao Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da USP, e a parceria de diversos especialistas.

A implementação de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) nas escolas representa um dos maiores desafios de inovação tecnológica enfrentado pelos sistemas de educação no mundo todo.

Ante a introdução dos computadores na escola, os sistemas e seus agentes são induzidos a rever processos de trabalho e, por vezes, o próprio conceito essencial de seus fazeres. Especialmente aqueles que trabalham diretamente com os computadores e os alunos, caso de professores, coordenadores e diretores encontram-se diante de desafios realmente muito complexos, já que a expectativa é de que haja um amplo e generalizado aprimoramento da educação e, em particular, da escola.

Uma educação democrática deve garantir, além do acesso universal, a máxima qualidade. Este constitui, hoje, um dos desafios fundamentais da escola. E tratar da inserção de tecnologias de informação e comunicação na educação é algo muito amplo para ser tratado em um único curso. Nosso programa está mais focado na utilização pedagógica das TIC e suas múltiplas possibilidades para a melhoria dos ambientes e das metodologias de ensino e das estratégias de aprendizagem.

Como em tantas outras áreas de atuação humana impactadas pelas tecnologias de informação e comunicação, também na educação o desafio só será vencido quando essas tecnologias houverem sido compreendidas e incorporadas pelas pessoas de modo inteligente e criativo. Aqui, surge a necessidade de capacitação continuada, até porque essas tecnologias evoluem diariamente.

Apenas para falar da rede pública no Estado de São Paulo, o Programa de Informática Pedagógica definiu implantar salas ambiente de informática em cerca de 3000 escolas (em todas aquelas que têm o ciclo II do Ensino Fundamental e Ensino Médio), sendo que, dessas, 2,2 mil já têm computadores instalados para uso pedagógico, ou seja, um total de 70%.

Isso significa que, hoje, temos cerca de 120 mil professores da rede pública estadual sendo desafiados a entender, criticar e inovar suas práticas pedagógicas e currículos.

Neste cenário de educação continuada para centenas de milhares de pessoas em curto espaço de tempo a educação à distância é uma solução bastante adequada. Talvez a única possível, se considerarmos que os recursos financeiros não são infinitos. Também pareceu bastante adequado que utilizássemos as próprias novas tecnologias de informação e comunicação para desenvolver o ambiente virtual de aprendizagem sobre essas tecnologias.

Essa iniciativa da SEE em parceria com a FCAV representa uma resposta objetiva a essa alternativa. Busca otimizar os recursos e possibilitar uma capacitação continuada de qualidade. A metodologia e os materiais utilizados no curso foram desenvolvidos especialmente para atender a esse desafio. Esperamos que ao longo das 100 horas de curso nossos alunos realmente desenvolvam uma nova capacidade de lidar com as tecnologias de informação e comunicação de modo crítico e criativo, transformando o potencial conhecido em ações reconhecidas que aprimorem a qualidade de ensino no Estado de São Paulo.


[capa] [agenda] [créditos] [acesso] [disciplinas]