FIFME - Federação Internacional de Futebol de Mesa

HOME

NOTÍCIAS

e-Shop FIFME

MAPA DO SITE

FACEBOOK

BOLA ROLANDO:

EM ANDAMENTO
AMISTOSOS
.- FUTSAL
TORNEIOS
ELIMINATÓRIAS
CAMPEONATOS
.- COPA ROCCA
.- INTERCONTINEN.
CHAMPIONS
COPA DO MUNDO
CLUBES
.- TORNEIOS
FUTSAL

FEDERAÇÃO:

LIGA DE SELEÇÕES
.- MASTERS
.- FEMININA
.- SUB-21
LIGA DE CLUBES
LIGA DE FUTSAL
.- ANTIGA LIGA
.- PIONEIRA
LIGA SUB-17
VÁRZEA
LIGA DE PRAIA
.- GAÚCHA
LIGA PRÓ
SUBBUTEO LEAGUE
TODAS AS LIGAS
CONFEDERAÇÕES
ESTÁDIOS
SEDE & INFRA
MODALIDADES
ARBITRAGEM
.- REGRAS
.- FAIR PLAY
PRESIDÊNCIA
.- ESTATUTO

BOTÕES:

TODOS BOTÕES
.- ÍNDICE
.- ESPECIAIS
.- COLEÇÕES
.- .- CBF
EX-FILIADOS

 

 

Topo

Sem choro nem vela, Holanda mostra sua força e passa sem dificuldades sobre o Brasil em choque de único rei

Zoom Zoom

Não teve boi, a Holanda provou na mesa que é mais time que o Brasil, embora as duas seleções tenham alcançado os play-offs com 100% de aproveitamento, no fim fez prevalecer seu melhor futmesa praticado nesta Copa do Mundo e, depois do tri na última edição, chegando mais uma vez nas semifinais: rumo ao tetra.

O Choque-Rei Holanda X Brasil


A Holanda jogou melhor desde o início da partida, fazendo 1x0 logo no minuto inicial, não precisando de muito estudo para envolver o Brasil e logo ampliar, sem sustos mostrando que não deixaria escapar o triunfo sobre o time canarinho. Mas o Brasil ainda esboçou endurecer a partida, diminuindo o placar no primeiro tempo que terminou em 2x1. Entretanto, a Holanda ampliou logo no início da etapa final, sem dar muitas chances para o time brasileiro que, nas chances que teve, acabou esbarrando na trave e no goleiro Jongbled. Já no quarto final de jogo, a Holanda marcou 4x1 e liquidou mentalmente a partida, bastando então somente explorar o desespero da adversária até selar a vitória. O Brasil ainda diminui o marcador, mas não adiantou e, com o placar de 4x2, mais uma vez teve de amargar a dor de perder para sua grande rival.

Pelas semis, a Holanda tem a imprevisível e franco-atiradora Jamaica, e, se nenhuma loucura emaconhada acontecer - a chamada Zebra -, poderá estar na final pela segunda vez em sequência, repetindo o feito de quando conquistou o bi-mundial. Será que vai vir o segundo bi?

Também ficaram definidos os confrontos do Torneio de Consolação da Copa, a disputa do 5º ao 8ª lugar:

Uruguai X Bulgária
Irlanda do Norte X Brasil

13/05/2014


Na melhor partida dos play-offs, Estados Unidos dá o troco na Bulgária e avança para fazer inédita semifinal de Copa

Em duelo eletrizante do 1º ao último segundo, os Estados Unidos bateram a Bulgária por 6x5 pelas quartas-de-finais e, com muito suor e sangue, pela primeira vez na história o Tio Sam chega entre os quatro melhores da Copa - já era tempo, há tempos o país vinha mostrando futmesa para tal.

Zoom .. Zoom
Estados Unidos X Bulgária


De quebra, o time norte-americano deu o troco nos bulgaros pela derrota que sofrera para o mesmo selecionado na 1ª fase, derrota que não comprometeu a campanha do time, mas que classificou e colocou a própria Bulgária como adversária do play-off. Menos mal que desta vez, quando era pra valer, os Estados Unidos fizeram vingar sua maior tradição, mas foi dificil. Apesar dos americanos terem se mantido a frente do placar a maior parte do tempo, os bulgaros nunca se entregaram, chegaram a virar a partida depois de sair perdendo, em momento algum deixando o adversário abrir vantagem maior que a mínima. Nos dois minutos finais, momento em que os Estados Unidos venciam por 4x3, a Bulgária empatou o match por duas vezes seguidas numa sequência de três gols de saída, até que, nos segundos finais, enfim o time estadunidense marcou o gol da vitória, fechando o placar em 6x5, ainda que, só pra dar um frio na barriga, teve a Bulgária mais uma chance no apito final, infelizmente não conseguindo o gol e se despedindo da oportunidade de galgar as semifinais.

Com a vitória norte-americana, ficou definida a primeira partida das semifinais entre Estados Unidos e Itália, confronto tradicional mas inédito pela importância da disputa. Pelo futmesa apresentado até aqui, handcap e peso do botão, a Itália está mais bem cotada para chegar, não só a grande final, mas a tão sonhado título da Copa do Mundo.

13/05/2014


Pode ascender um baseado e comemorar: a Jamaica está nas semifinais da VII Copa do Mundo

Zoom

Back na boca de Peter Tosh é o que traduz o sentimento jamaicano com a incrível, impredizível, inédita, alegre e inebriante classificação do país para as semifinais da VII Copa do Mundo - e de prima, logo no primeiro campeonato disputado pelo novato botão caribeño, isto levando-se em conta a fase Eliminatória, da qual a própria Jamaica saiu como campeã simbólica, ou seja, não foi por acaso, de modo que pode ascender um baseado, pois não é isso que vai atrapalhar o desempenho da Jamaica, até aqui tem dado certo.

A celebração da Jamaica


Mas a classificação foi difícil, a partida foi equilibrada e aberta durante o completo transcorrer do tempo regulamentar, vitória pelo suado e comemorado placar de 2x1, pequeno frente a alegria embalada pelo reggae que contaminou a torcida jamaicana no estádio em Estocolmo ao término da partida. A Irlanda do Norte, que tinha melhor campanha e vinha invicta para o confronto, não apresentou o mesmo futmesa de quando surpreendeu o mundo com sua classificação na 1ª fase, quando deixou para trás a anfitriã Suécia, assim demonstrando que o top 8 era mesmo seu limite neste mundial - ainda sim, um feito para o pequeno país britânico.

Nunca o campeão simbólico das Eliminatórias foi campeão do main event da Copa do Mundo, mas nunca também a Jamaica havia antes participado da Copa, será que o pequeno país centro-americano veio para quebrar esse tabu?

12/05/2014


Com massacre impiedoso e gol de placa - "pinball" de cabeça de Tardelli -, Itália faz 7x0 na Celeste e se garante nas semifinais da Copa do Mundo pela terceira vez seguida


Partida dura, as equipes nervosas, jogo de abertura das quartas-de-finais, nervosismo típico de decisão eliminatória: assim foi o clima nos primeiros minutos do grande clássico entre Uruguai e Itália, ao menos até Marco Tardelli, camisa 14 da Azurra, marcar um gol de placa em estilo "pinball": anotando de cabeça da pequena-área, com arremate seco no ângulo após rebote de goleiro e trave em finalização dele próprio a partir da meia-direita.

O gol quebrou o gelo da partida, ou melhor, da Itália, que demonstrou que o golaço era apenas um prelúdio da certeza de vitória, a partir daí imprimindo um sapeca-ia-ia humilhante para cima da Celeste, fazendo 3x0 na etapa inicial e fechando o placar em 7x0 - a maior goleada da Copa até aqui -, com direito a golaços de tudo quanto é jeito e jogador, Scirea, Rossi, Cabrini e Conti fizeram a festa, não teve nem emoção, somente alegria pelo lado da bota, além da tristeza e vergonha por parte dos uruguaios.

Com a classificação, a Itália chega pela terceira vez seguida nas semifinais da Copa, tendo sido, respectivamente, campeã e terceira colocada nas duas últimas edições. Desta vez, apesar de Brasil e Holanda ainda estarem vindo do outro lado, pelo bom desempenho, os golaços e o belíssimo futmesa apresentado, a Azurra já é apontada como a candidata maior a sair da Suíça com o tri-campeonato mundial nesta VII Copa do Mundo.

Placa - Tardelli/Itália Zoom
Itália X Uruguai
Zoom
Goleada impiedosa da Azurra
A placa pelo gol histórico de Tardelli  

11/05/2014

GALERIAS:

RANKINGS
TÍTULOS
CAMPEÕES
CAMPEÕES MUNDIAIS
GRAND SLAM
AWARDS
SALA DE TROFÉUS
HALL DA GLÓRIA
LUSOFÔNICOS
CLUBS HALL
HISTÓRIA

ESTATÍSTICAS:
RECORDS
ARTILHEIROS
TÍTULOS
GOLS DE PLACA
CLÁSSICOS
PÁGINA NEGRA
NÚMEROS
FINAIS

MULTIMÍDIA:

TV FIFME
RÁDIO FIFME
FOTOS
PÔSTERS
MEMÓRIA

MUSEU FIFME

PARCEIROS:

INTERCÂMBIO TÉCNICOS
COMPETIÇÕES
RANKINGS
PEDROOM
MCM 1900
MBC
FFM
VILA EMA
DA VINCI BOTÔES

 

Topo

Copyright©1982®FIFME
Topo | Home