FIFME - Federação Internacional de Futebol de Mesa

HOME

NOTÍCIAS

e-Shop FIFME

MAPA DO SITE

FACEBOOK

BOLA ROLANDO:

EM ANDAMENTO
AMISTOSOS
.- FUTSAL
TORNEIOS
ELIMINATÓRIAS
CAMPEONATOS
.- COPA ROCCA
.- INTERCONTINEN.
CHAMPIONS
COPA DO MUNDO
CLUBES
.- TORNEIOS
FUTSAL

FEDERAÇÃO:

LIGA DE SELEÇÕES
.- MASTERS
.- FEMININA
.- SUB-21
LIGA DE CLUBES
LIGA DE FUTSAL
.- ANTIGA LIGA
.- PIONEIRA
LIGA SUB-17
VÁRZEA
LIGA DE PRAIA
.- GAÚCHA
LIGA PRÓ
SUBBUTEO LEAGUE
TODAS AS LIGAS
CONFEDERAÇÕES
ESTÁDIOS
SEDE & INFRA
MODALIDADES
ARBITRAGEM
.- REGRAS
.- FAIR PLAY
PRESIDÊNCIA
.- ESTATUTO

BOTÕES:

TODOS BOTÕES
.- ÍNDICE
.- ESPECIAIS
.- COLEÇÕES
.- .- CBF
EX-FILIADOS

 

 

Topo

Tabelão FIFME: emoções em alta nas principais disputas da federação

Definidos os primeiros finalistas das Copas continentais interclubes

Já se conhece os dois primeiros finalistas das Copas Sul-Americana e UEFA, são River Plate e Barcelona respectivamente. O River - time ainda invicto na FIFME - bateu o mais tradicional clube sul-americano, o Peñarol, por 2x1 em jogo dramático e catimbado. Com a vitória, além de garantir vaga na final do Sul-Americana, o time porteño também se classificou para disputar a Copa FIFME Libertadores.

Pela competição européia, o Barça não se intimidou com o PSG, que havia passado pelas quartas-de-final goleando o Estrela Vermelha por 8x3, e fez o time francês provar do próprio veneno ao impôr o placar de 6x2 e, dessa forma, chegou à decisão da UEFA.

Monumental
Copa Sul-Americana
Semi 1

Peñarol

1 x 2

River Plate

1º tempo:
1 x 1

 

2º tempo:
1 x 2

 

 

Monumental
Copa UEFA
Semi 1

PSG

2 x 6

Barcelona

1º tempo:
1 x 3

 

2º tempo:
2 x 6

 

Ambas equipes esperam os resultados dos jogos da repescagem, que definirão as duas equipes que farão a 2ª semifinal em ambas competições (cujas tabelas são idênticas), para conhecerem seus adversários na decisão final. Lembrando que os times que perderam a 1ª semi (Peñarol e PSG) ainda matém chances de chegar à finalíssima.

Mais duas datas FIFME passadas, Alemanha e Grécia se garantem na Copa do Mundo

A Alemanha se juntou ao grupo de seleções composto de Brasil, Holanda e Itália, o grupo que contém as únicas seleções que participaram de todas as Copas do Mundo, incluíndo a próxima a ser realizada no Chile.

O time alemão se classificou ao bater a Sérvia, marcando 5x3 sem grandes problemas, na última rodada de seu grupo mas, para garantir-se no mundial teve que contar com a zebra patrocinada por Luxemburgo que, mesmo já eliminada da Copa, bateu a Escócia na partida de encerramento. Com a derrota, a Escócia perdeu a chance de se garantir no mundial, apesar de ter se classificado para a repescagem, quando terá nova chance para tal empreitada, e a Alemanha acabou ficando com a 1ª colocação do grupo e a vaga na Copa. A Sérvia, mesmo terminando em terceiro, também acaba ficando de fora do mundial.

A classificação grega para seu primeiro mundial aconteceu em partida muito franca contra a Croácia - que fora a grande sensação da última Copa (3ª colocada). As duas seleções precisavam ganhar para se classificar e, nesse duelo, deu Grécia: 4x3. Na outra partida do grupo, da mesma forma, as duas equipes precisavam vencer para garantir, ao menos, uma vaga na fase de repescagem. Nesse duelo entre Turquia e Áustria - Champion versus Brianezi respectivamente - deu Champion, 2x1, e a Turquia surpreendentemente chega à repescagem neste equilibrado grupo.

Pela Zona Norte-Americana, mesmo um frango de Fidel não evitou a eliminação de Honduras, o que evitou que o selecionado cubano acabasse no paredão de fuzilamento. O ditador manteve vivo seus jogadores para que eles possam disputar a fase de repescagem da CONCACAF. A vitória sobre Honduras manteve literalmente Cuba viva para a sequência das eliminatórias. O resultado também garantiu o México no jogo de disputa da vaga para o mundial, quando o time meso-americano enfrentará o selecionado do Tio Sam em partida que já está sendo intitulada de "A nova guerra do Álamo".

Pela Zona Africana, a Tunísia entrou em campo podendo até perder por dois gols para Camarões que mesmo assim se garantiria na partida em que disputa a vaga para o mundial contra a Argélia, seleção já classificada pelo outro grupo (B) das eliminatórias africanas. Com um empate, o time tunisiano - um dos botões mais lindos da FIFME - garantiu o resultado que precisava, eliminou Camarões da Copa e colocou Marrocos na fase de repescagem, ponto final.

Monumental
Eliminatórias da VII Copa do Mundo
12ª Data FIFME

Alemanha

5 x 3

Sérvia

Luxemburgo

4 x 3

Escócia

Honduras

2 x 3

Cuba

Grupos Encerrados:

Zona Européia
Grupo B
1º Alemanha: 3j-6p
2º Escócia: 3j-4p /sg+2
3º Sérvia: 3j-4p /sg0
4º Luxemburgo: 3j-3p
-------Class: Alemanha
-------Rep: Escócia
-------Out: Sérvia e Luxemburgo

CONCACAF
Grupo A
1º México: 2j-4p
2º Cuba: 2j-3p
3º Honduras: 2j-1p
-------Disp. Vaga: México
-------Rep: Cuba
-------Out: Honduras


Monumental
Eliminatórias da VII Copa do Mundo
13ª Data FIFME

Croácia

3 x 4

Grécia

Áustria

1 x 2

Turquia

Tunísia

2 x 2

Camarões

Grupos Encerrados:

Zona Européia
Grupo D
1º Grécia: 3j-6p /sg+2
2º Turquia: 3j-6p /sg-2
3º Croácia: 3j-3p /sg+1
4º Áustria: 3j-3p /sg-1
-------Class: Grécia
-------Rep: Turquia
-------Out: Croácia e Áustria

AFC
Grupo A
1º Tunísia: 2j-4p
2º Marrocos: 2j-3p
3º Camarões: 2j-1p
-------Disp. Vaga: Tunísia
-------Rep: Marrocos
-------Out: Camarões

Campeonato Mundiale de Futebol - Chile
Balanço das Classificatórias

Veja tabela completa das Eliminatórias da VI Copa do Mundo

Classificados

Eliminados

Chile - País sede
Itália - Atual campeã
Argentina
Holanda
Brasil
Alemanha
Grécia

Jogos realizados:

57

Total de classificadas:

7

Total de eliminadas:

18

Nº de seleções ainda brigando:

35

Nº de vagas ainda em jogo:

17

Jogos faltando:

35

Iraque
Japão
Libano
China
Nova Zelândia
Luxemburgo
Irlanda do Norte
República Tcheca
Bulgária
Portugal
Rússia
Noruega
Venezuela
Sérvia & Montenegro
Honduras
Croácia
Áustria
Camarões

Uruguai se vinga do Brasil e vai à final da III Copa Intercontinental

Apenas com a diferença de ter sofrido dois gols, o Uruguai devolveu os 6x0 que havia tomado do Brasil nas eliminatórias da Copa, fez as pazes em definitivo com a sua nação e se classificou de maneira contundente para a grande final da III Copa Intercontinental.

 

Monumental
III Copa Intercontinental
Semi 1

Brasil

2 x 6

Uruguai

1º tempo:
1 x 4

 

2º tempo:
2 x 6

 

Ao contrário do passeio que foi a vitória brasileira pelas eliminatórias, apesar do placar elástico, o Brasil fez um jogo equilibrado até sofrer 5x2 no marcador já no fim do 2º tempo (depois sofreu mais um no arremate além-tempo, o gol da humilhação final). Porém, qualquer chance que o Brasil tinha para tentar equilibrar o jogo contra a celeste esbarrou em um obstáculo que não existiu na partida anterior, o goleiro Rodolfo Rodrigues. O reforço uruguaio pegou muito, inclusive duas finalizações logo no início da partida quando o placar ainda estava no zero, defesas fundamentais para abrir o caminho da vitória do Uruguai. Com a segurança imposta pelo goleiro atrás, na frente a celeste teve tranquilidade e brilho para marcar vários golaços, se vingando do Brasil de forma regojizante.

Depois de ter vencido o campeonato de um único jogo para chegar a semifinal contra o Brasil, o Uruguai está agora à um passo de mais uma conquista que, se vier, será a maior de sua história - dado que hoje a Intercontinental é considerada uma das mais importantes competições dentre todas, além de ter status de Grand Slam, fazer parte do Circuito Mundial e, ainda, compor a Tríplice Coroa Mundial - quer mais? Falando em circuito, vale lembrar que com as eliminações da Rússia e da Argentina na Intercontinental, o Uruguai já garantiu o título de campeão do III Circuito Intercontinental, aliás, bi-campeão, pois este é o segundo Circuito Intercontinental vencido pela nação dos pampas - o país foi campeão do 1º circuito junto da França em 1992. Sendo assim, uma vitória na final da Intercontinental Coroaria a esquadra vencedora do circuito intercontinental - mas todo mundo sabe que o que vale é vencer o campeonato, o circuito é só uma consequência. Ainda, o Uruguai está sediando a Copa Uruguai'30, e como o regulamento de tal torneio privilegia o país sede, o time da casa tem boas chances de levar mais essa taça, de forma que o as próximas rodadas podem ser de muitas glórias para a esquadra dos pampas. Das cinzas daquela derrota para o Brasil do início do ano, o Uruguai pode agora renascer como Fênix. A nação celeste torce.

Nas duas edições anteriores da Intercontinental, Argentina e Brasil foram à decisão final - ambas perderam - agora é a vez da terceira grande força sul-americana, a Celeste Olímpica, tentar a sua sorte na grande decisão de Tókio. Será que desta vez os americanos conseguem bater os rivais europeus?

Em novo massacre, Holanda acaba com o sonho irlandês e se classifica para a grande decisão da III Copa Intercontinental

Em jogo que começou muito equilibrado e disputado, mas que acabou se tornando mais um passeio holandês, a laranja goleou a Irlanda por 7x3 e se classificou para enfrentar o Uruguai na grande decisão da III Copa Intercontinental.

 

Monumental
III Copa Intercontinental
Semi 2

Irlanda

3 x 7

Holanda

1º tempo:
2 x 3

 

2º tempo:
3 x 7

 

Com a classificação à final, a Holanda tenta a sua segunda conquista em sequência, já que vem da conquista da Copa FIFA. Tenta também, reconquistar a Copa Intercontinental, pois foi a campeã da 1ª edição deste campeonato em 1992, ocasião em que venceu a Argentina (5x2) na decisão final em Tókio.

A Irlanda não esmorece, apesar do baque da derrota, sabe que perdeu para uma grande seleção que, assim como ela, vive um grande momento, e agora vai novamente testar a sua força contra outra grande força da elite do futebol, o Brasil, no jogo válido pela disputa do 3º lugar da Intercontinental. Independentemente de qual posição terminar a Irlanda, uma coisa o time do pequeno país britânico já provou neste campeonato: o Eire é realmente um time que pertence à elite do futebol. Welcome Eireland...

E, com a classificação da Holanda, enfim se sabe qual será o duela da grande final da III Copa Intercontinental, o campeonato que testa a rivalidade entre as nações dos seis continentes do globo terrestre. O clássico da vez: Holanda versus Uruguai. Façam suas apostas, o Uruguai está pagando 2/1 por uma vitória em cima do Carrossel.

Monumental
III Copa Intercontinental
Final - Tókio

Campeã Afro-Asiática:
Campeão do Hemisfério Sul:

Holanda

x

Uruguai

Adds:
2/1

 


FIQUE ANTENADO!

Confira as disputas que vêm por aí:

 


III Copa dos Campeões
Master Cup

Copa FIFME Libertadores
Copa dos Campeões da Europa
Copa FIFME - Mundial Interclubes

 

Copa Cidade de São Paulo
Campeonato Metropolitano
Copa FIFA
Copa UEFA-Libertadores

Eurocopa Interclubes
Copa da Europa

 

31/07/2009

GALERIAS:

RANKINGS
TÍTULOS
CAMPEÕES
CAMPEÕES MUNDIAIS
GRAND SLAM
AWARDS
SALA DE TROFÉUS
HALL DA GLÓRIA
LUSOFÔNICOS
CLUBS HALL
HISTÓRIA

ESTATÍSTICAS:
RECORDS
ARTILHEIROS
TÍTULOS
GOLS DE PLACA
CLÁSSICOS
PÁGINA NEGRA
NÚMEROS
FINAIS

MULTIMÍDIA:

TV FIFME
RÁDIO FIFME
FOTOS
PÔSTERS
MEMÓRIA

MUSEU FIFME

PARCEIROS:

INTERCÂMBIO TÉCNICOS
COMPETIÇÕES
RANKINGS
PEDROOM
MCM 1900
MBC
FFM
VILA EMA
DA VINCI BOTÔES

 

Topo

Copyright©1982®FIFME
Topo | Home